Todas as nossas vidas

Walmir da Rocha Melges em 6 de abril de 2013

Antigamente o homem olhava as constantes peripécias dos gatos admirando os riscos dos pulos e caídas, pasmava-se e exclamava: Ele tem 7 vidas! Isto porque ele, de si, apenas enxergava a sua vida material e a sua vida espiritual.

Com o passar dos tempos ele enxergou um pouco mais e percebeu que os humanos possuíam mais vidas que a sua percepção inicial e descobriu em nós a vida familiar, vida profissional, vida guerreira, vida errante, vida animal, vida dura, vida boa, vida de casado, etc.

Decorrido mais algum tempo encontrou novas vidas, todas elas contidas em uma mesma pessoa, a vida vegetal própria daqueles que estavam pendendo por um fio em função da má saúde, em alguns casados, nos policiais investigativos, e segundo diz a vida jornalística, também em alguns tipos de políticos, descobriram a vida dupla, perceberam que mesmo sem casamento era possível a vida a dois.

Mais modernamente encontrou a vida social, a vida religiosa que se relaciona com o homem ainda na matéria e diverge da vida espiritual que somente ocorre depois da caída da matéria, percebeu que o próprio homem criou a vida de cão, a vida política, vida governamental, e alguns casamentos mostraram o que pode ser a vida infernal, a sociedade e também o amor demonstraram o é que é o viver da vida desiludida e aqueles que participam da camada básica da pirâmide social constatou o que é a vida incógnita, a mesma eu dá suporte mas não beneficia a vida eleitoral.

Também chegou a vida policial, vida jurídica, e os escritores denunciaram a existência de vida miserável ao mesmo tempo em que a sociedade lutava para a extinção da vida escrava.

Enfim, tudo evolui e acabamos por descobrir que até vida virtual podemos possuir e hoje a juventude não admite o existir sem vida twiteira, vida facebukiana e já deixou de lado a second life estando em vias de abandonar a vida orkutiana.

Somadas todas estas vidas, o curioso de se notar é que com tudo isto o homem continua admirando o gato com as suas meras sete vidas.

E das nossas, em quais devemos realmente persistir?

Copyright © 2018 Todos os direitos reservados para WRM Auditoria e Consultoria Ltda

DMCA.com Protection Status

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?